Cão cego chora quando é deixado sozinho. Até que alguém encontra uma solução perfeita

Imagine ser um canino cego e não ter uma casa onde se pudesse sentir seguro ou uma família para cuidar de você. O mundo dos cachorrinhos invisuais, que vivem nessas condições, é um mudo assustador, solitário e sem esperança. Temos a certeza que você vai querer conhecer Jinx. Ele é um Pit Bull de cinco anos que nasceu cego.

Ele achava que sua vida estava indo bem, até que seus antigos donos o entregaram aos cuidados do Centro De Cuidados Animal de Nova York (ACC), porque ele não se dava bem com outros cachorros.

Quando chegava a hora de os funcionários do Centro saírem, Jinx ficava muito ansioso. Sua incapacidade visual não ajudou em nada. Ele era apenas um cão cego, em um lugar desconhecido. Quando ficava sozinho, o patudo andava em círculos e chorava por longos períodos.

Era óbvio que Jinx precisava de uma companhia. Ele é um animal muito carinhoso e dependente de carinho, claro. As saudades de sua família pesavam demasiado nessa balança em que as coisas negativas pareciam estar pesando mais que as positivas.

Tudo aquilo que esse ser precisava para voltar a ser feliz é de alguém que o ame, que o acarinhe e que lhe dê as condições básicas que um cão ceguinho necessita. Ele precisa se sentir amado novamente!

Caitlyn Jimmel, uma oluntária de ACC, publicou fotos de Jinx no Facebook, descrevendo-o como um patudo extrovertido e que nunca recusa uma aventura. Ela ainda acrescentou que ele é muito amigável com pessoas desconhecidas e crianças.

Veja como Jinx é um filhote lindinho, simpático e brincalhão:

Compartilhe com seus amigos e familiares que têm a coragem de cuidar de um animal com necessidades especiais.

Fonte: Histórias com valor

Comentários

comentários